Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo do Japão aprova orçamento recorde para 2009

O gabinete do governo do Japão aprovou nesta quarta-feira o maior orçamento inicial de sua história, de 88,548 trilhões de ienes (cerca de US$ 980 bilhões), após Tóquio suspender os programas de reforma fiscal para tentar combater a crise econômica. O orçamento é 5,487 trilhões de ienes (US$ 61 bilhões) ou 6,6% superior ao orçamento inicial apresentado para o ano fiscal atual que irá se encerrar em março de 2009.

Agência Estado |

Esta diferença é a maior desde o ano fiscal de 1990, informou o governo, e marca o terceiro ano seguido de expansão em seus gastos.

O governo pretende vender 33,294 trilhões de ienes (US$ 372 bilhões) em títulos no próximo ano fiscal para financiar o orçamento, o maior montante em quatro anos, 31,3% acima do valor de 25,358 trilhões originalmente planejado.

O orçamento proposto também revela a mudança de direção na política econômica a partir do primeiro-ministro, Taro Aso, saindo de uma política de austeridade dos últimos oito anos para uma política de combate aos efeitos da crise financeira e econômica global, que prejudicam as exportações do país. Entretanto, as finanças do governo devem deteriorar-se ainda mais, já que a idéia é vender títulos do governo para financiar os programas de estímulo econômico e compensar a queda na receita com impostos.

A segunda maior economia do mundo contraiu-se 1,8%, em termos anualizados, entre julho e setembro, pelo segundo trimestre seguido, e economistas esperam desaceleração maior no quarto trimestre do ano.

Desde que Aso assumiu o governo em setembro, sua equipe econômica aprovou dois pacotes de estímulo, que numa conta ampla soma 64 trilhões de ienes. Entretanto, os gastos que exigem desembolso imediato somam 10 trilhões de ienes. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG