Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo diz que crise financeira mundial encontra Equador com economia sadia

Quito, 3 nov (EFE).- A crise mundial encontra o Equador com uma economia sadia, mas potencialmente poderia ser atingido o comércio internacional e o envio de remessas, entre outras questões, afirmou Fander Falconí, ministro da Secretaria Nacional de Planejamento e Desenvolvimento (Senplades), publica hoje a imprensa local.

EFE |

"A crise internacional é um elemento muito forte, declarou, que nos obriga a pensar em muitos elementos de execução de política pública. Estamos com problemas que, potencialmente, podem afetar a economia equatoriana via comércio internacional, queda de remessas dos emigrantes e financiamento externo para projetos de investimento".

Acrescentou que "por sorte" o país tem "uma conjuntura propícia na medida em que temos uma economia sadia".

"A crise nos encontra com uma economia na qual temos bons níveis de financiamento, uma estruturação adequada de nosso programa de investimentos, um financiamento adequado da pro forma orçamentária, um conjunto de planejamentos para enfrentar a crise mundial", informou o jornal "El Comercio".

No orçamento do Estado, afirmou, será dada prioridade ao investimento público com base em cinco elementos: geração de emprego, crescimento macroeconômico, critério de eqüidade regional, auto-suficiência e competitividade sistêmica. EFE sm/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG