O governo e os bancos da Dinamarca decidiram adotar um pacote de ajuda para fazer frente à crise financeira, além de garantir todos os depósitos particulares das entidades bancárias, anunciou na noite deste domingo o canal de televisão TV2 News.

O objetivo do acordo - ainda não confirmado pelo governo liberal-conservador - é criar um fundo, que será alimentado nos próximos dois anos pelas instituições financeiras, de pelo menos 30 bilhões de coroas dinamarquesas (quatro bilhões de euros), segundo a rede de TV.

Os bancos injetarão fundos proporcionais a seu tamanho. Nordea e Danske Bank, as duas principais instituições bancárias do país nórdico, serão os maiores contribuintes do fundo.

O pacote de medidas contra a crise visa a garantir os depósitos dos clientes sem limite de valor caso um banco quebre. Os depósitos são garantidos atualmente até um limite de 300.000 coroas (40.000 euros).

Os detalhes do plano serão conhecidos antes da abertura da bolsa de Copenhague, às 07H00 GMT de segunda-feira.

Leia mais sobre: crise financeira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.