São Paulo, 26 - O recuo do preço do trigo e do milho já estão fazendo o governo pensar na realização de operações de compra (AGF) dos dois produtos, informa o diretor de logística e gestão empresarial da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sílvio Porto. Segundo ele, o governo deverá comprar milho para recompor seus estoques reguladores e trigo para ajudar no escoamento do produto.

Porto participou hoje do Biodiesel Congress, em São Paulo.

Ele acredita que os editais de aviso de leilão do milho deverão ser divulgados no início de setembro e que os editais do trigo sairão ao longo do próximo mês. Ele não informou, contudo, prováveis valores.

Porto também informou que a primeira safra de feijão da temporada deverá atingir entre 1,3 a 1,4 milhão de toneladas. Esta safra é plantada entre setembro e outubro e colhida entre dezembro e janeiro. Segundo ele, esta produção será maior que a anterior, que ficou em 1 milhão de t, o que deve retirar pressão de preços e reduzir o impacto inflacionário. A previsão de maior produção deve-se a um cenário de clima favorável com temperaturas amenas e chuvas com volume razoável o que vai garantir boa umidade do solo e bom desempenho na safra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.