Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo deve atuar na desoneração do investimento, diz Dilma

SÃO PAULO - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse hoje que, além das medidas já tomadas para incentivar o consumo e desonerar o setor produtivo, o Ministério da Fazenda estuda, no momento, medidas de desoneração do investimento. A ministra não detalhou essas medidas, mas reiterou que o objetivo é continuar dando condições para que o país enfrente a crise da melhor maneira possível. Dilma disse ainda que vai apresentar amanhã, no Planalto, a inclusão de alguns projetos que estão em carteira no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), sem detalhar quais são essas obras.

Valor Online |

Ela fez seus comentários durante o discurso em almoço com empresários associados à Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de Base (Abdib) e à Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Em seu discurso, a ministra fez questão de reforçar que é preciso combater o "medo" e a desconfiança que abalam tanto os consumidores, quanto os empresários. "Nós não quebramos", afirmou Dilma, lembrando que o governo manteve as políticas econômicas e de investimento. Segundo ela é importante lembrar que em crises anteriores o governo se fragilizava, quebrava e perdia as condições de praticar uma política econômica visando ao crescimento, ao necessitar de capital de instituições financeiras internacionais, como o FMI por exemplo.

A avaliação dela, portanto, é de que este é o momento de aproveitar "oportunidades" e de manter investimentos para uma retomada rápida do crescimento econômico do país.

Dilma reforçou que a meta do governo para crescimento do PIB em 2009 , de 4%, não é fantasiosa e que está sendo feito todo o possível para que ela seja alcançada.

A ministra afirmou que para garantir os investimentos e o emprego, o governo atuará com "quatro pilares": o Programa de Aceleração do Crescimento; o Programa de Mobilidade Urbana, que envolve os investimentos ligados à Copa do Mundo de 2014; o programa de construção civil voltado para habitação e os investimentos da exploração da camada pré-sal.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG