BRASÍLIA (Reuters) - O governo prepara para abril o anúncio do marco regulatório para exploração e produção na região pré-sal do país, informou à Reuters um ministro próximo ao assunto. As novas regras estão sendo discutidas por várias autoridades do governo desde o ano passado e a previsão era de que seriam divulgadas em março.

"Com a crise, tivemos que passar outros planos para a agenda, mas em abril sai o pré-sal", disse o ministro na condição de anonimato.

"Tinhamos que resolver o pacote habitacional primeiro, pelo impacto na geração de empregos", explicou.

Ele informou que já está definida a criação de uma nova empresa estatal para gerir o pré-sal, mas falta decidir a que órgão do governo será subordinada.

Perguntado se o modelo escolhido foi o norueguês, como vinha sendo especulado, o minsitro limitou-se a dizer que, apesar de bom, "não há leilão no modelo norueguês".

"A nova empresa fica subordinada a quem? (Falta saber) se vai ter ou não leilão", explicou o ministro.

A Petrobras descobriu a região pré-sal em 2007, uma faixa de 800 quilômetros que se estende do Espírito Santo a Santa Catarina e que pode conter reservas de 100 bilhões de barris de óleo equivalente, segundo analistas.

Somente com as reservas já conhecidas de apenas dois campos, o Brasil dobraria as reservas atuais.

(Por Natuza Nery)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.