A Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo anunciou durante a Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), a criação do programa Pró-implemento, que, assim como o programa Pró-trator, financiará implementos agrícolas a juro zero, com cinco anos para o pagamento e três de carência. Os beneficiários do programa são pequenos e médios produtores de São Paulo com renda de até R$ 400 mil por ano, da qual 80% deve vir da atividade agropecuária.

A Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo anunciou durante a Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), a criação do programa Pró-implemento, que, assim como o programa Pró-trator, financiará implementos agrícolas a juro zero, com cinco anos para o pagamento e três de carência. Os beneficiários do programa são pequenos e médios produtores de São Paulo com renda de até R$ 400 mil por ano, da qual 80% deve vir da atividade agropecuária.

O programa terá um teto de até R$ 35 mil por produtor para a compra de equipamentos agrícolas como arados, grades e pulverizadores e, ainda, resfriadores de leite para os pecuaristas. O agente financeiro será o Banco do Brasil, que vai destinar R$ 25 milhões em linhas dos chamados Recursos Obrigatórios (ROs), cujos juros são de 6,75% ao ano, mas que serão subvencionados pelo Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.