Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo Chávez pensa em promover mais estatizações

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, sugeriu ontem à noite que seu governo pensa na possibilidade de estatizar mais algumas empresas instaladas no país. A declaração foi feita durante uma entrevista à imprensa, na qual o mandatário venezuelano falou sobre medidas econômicas que seu governo pretende adotar no futuro para promover sua agenda socialista.

Agência Estado |

Chávez afirmou que seu governo concluirá os processos de estatização em andamento, inclusive o da Sidor, maior siderúrgica da Venezuela. No entanto, ele não forneceu detalhes sobre quais empresas ou setores seriam os próximos a passar para o controle do Estado.

O líder esquerdista venezuelano iniciou no ano passado uma série de estatizações, durante a qual o governo tornou-se acionista majoritário de projetos estratégicos de exploração de petróleo e assumiu o controle da maior companhia telefônica, do setor de energia elétrica e de toda a indústria cimenteira do país. Este ano, o governo também decidiu estatizar o Banco de Venezuela, instituição que pertencia ao banco espanhol Santander, que já havia manifestado a intenção de vender sua participação.

Chávez também afirmou que levará adiante seus planos socialistas. "O que temos agora é o terceiro estágio: a consolidação do socialismo", afirmou. "E ninguém terá força para nos desviar desse caminho."

As declarações de Chávez foram feitas um dia depois da realização das eleições regionais no país. Os candidatos apoiados pelo governo ganharam na maioria dos Estados e municípios da Venezuela, mas viram a vitória da oposição nos Estados e nas cidades mais populosos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG