Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo boliviano fixa com brasileira TBS quantidade de envio de gás a Cuiabá

La Paz, 19 jan (EFE).- O Governo boliviano fixou com a empresa brasileira Transborder Gas Services (TBS) as quantidades de gás que enviará à planta termoelétrica Cuiabá, apesar de faltar definir seu preço, informou hoje à Agência Efe uma fonte do Ministério de Hidrocarbonetos.

EFE |

A citada fonte acrescentou que é provável que na quarta-feira se alcance o acordo definitivo que inclua os preços.

Após uma semana de reuniões entre autoridades e técnicos do Ministério de Hidrocarbonetos boliviano e os executivos da TBS, a Bolívia aceitou a proposta de enviar uma quantidade fixa de 0,7 milhão de metros cúbicos por dia (mcd) e uma quantidade flexível de até 2,2 milhões à geradora da capital de Matogrosso.

O ministro Saúl Ávalos lembrou em declarações aos meios de imprensa que o acordo não é completo, já que falta ser definido o preço que deve ser vendido o gás para a cidade brasileira.

No entanto, afirmou que a empresa começou a ver a parte logística e administrativa para começar a receber o gás.

Ávalos explicou que a empresa estatal Yacimientos Petrolíferos e Fiscales Bolivianos (YPFB) poderia comprometer a provisão permanente de 0,7 milhão de metros cúbicos diários que, disse, é o que permitirá à empresa brasileira ter as duas máquinas geradoras com as quais conta em funcionamento. EFE lav/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG