Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo belga define plano de relançamento econômico

Bruxelas, 11 dez (EFE).- O Governo belga definiu um plano de relançamento econômico para enfrentar a crise econômica e uma inevitável recessão, com medidas que totalizam cerca de 4 bilhões de euros, informa hoje a imprensa.

EFE |

O plano, estipulado na noite anterior, também inclui o acordo social, que fixa quanto os salários podem aumentar nos próximos dois anos, mas associações patronais e sindicatos ainda precisam aprová-lo.

Precisamente, o Governo propõe que, além da indexação automática dos salários - que adapta o salário proporcionalmente à inflação -, os salários podem subir no máximo 125 euros em 2009 e 250 euros em 2010.

Também aumentará a remuneração para as pessoas em desemprego técnico, que subirá para 70% do salário, em vez dos 65% atuais, com um valor máximo de 2.206 euros mensais, a fim de melhorar seu poder aquisitivo.

Outra medida será a redução do imposto sobre novas construções de 21% para 6%, a fim de estimular este importante setor na economia belga.

No entanto, ainda não foi decidido se a medida será aplicada sobre toda a construção ou sobre uma parte das obras, para evitar que favoreça especialmente as pessoas que constroem casas muito luxuosas.

O Governo ainda não apresentou formalmente o plano de relançamento econômico, mas a imprensa belga estima que o total das medidas propostas será de cerca de 4 bilhões de euros.

O plano chega na última hora, já que, na cúpula européia a ser realizada hoje e amanhã, em Bruxelas, os países-membros estão convidados a apresentar suas estratégias para enfrentar a crise. EFE vl/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG