Buenos Aires, 14 - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, anunciou hoje que o governo subsidiará a compra de máquinas agrícolas pelos agricultores. O programa, de 120 dias, terá a participação do Banco de la Nación, o maior banco estatal argentino, que financiará a compra das máquinas a uma taxa de juros fixa, de 14%, com pagamento em cinco anos.

"Destes 14%, a Secretaria de Agricultura subsidiará seis pontos percentuais. Desta forma, ficaria em 8% anual fixo", disse Cristina. "Um plano assim não existe atualmente em parte alguma do mundo", afirmou.

Discursando para uma plateia de empresários, parlamentares e diversos governadores de províncias agrícolas, Cristina também anunciou que o governo fornecerá crédito para os produtores de gado leiteiro e de corte. Ela também afirmou que os preços dos agroquímicos terão uma "proporção direta" com os valores das vendas de cereais e oleaginosas. "Esta crise não é nossa. Esta crise veio de fora", disse sobre as dificuldades enfrentadas pelo setor privativo com a restrição de crédito desde o início da crise financeira mundial. "Nós faremos tudo o que tivermos que fazer, 365 dias por ano, para defender os argentinos."

O anúncio de hoje estava originalmente programado para a sexta-feira da semana passada, mas por causa de um mal-estar da presidente, seus assessores adiaram a reunião com representantes de agroindústrias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.