Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo argentino não fará vendas em massa de ações de fundos de pensão

Buenos Aires, 25 out (EFE) - O Governo argentino assegurou hoje que evitará vendas em massa de ações e investimentos administrados por fundos de aposentadoria privada que voltarão a operar na próxima segunda-feira no mercado local, após a suspensão de uma proibição judicial.

EFE |

"De forma alguma" haverá vendas em massa, assegurou o diretor da Administração Nacional de Seguridade Social (Anses), Amado Boudou, que também é o novo responsável de controlar os fundos de aposentadoria privada, os quais o Governo propôs repassar ao Estado mediante uma lei do Parlamento.

Além disso, não será o fim dos fideicomissos da aposentadoria privada que financiam os créditos ao consumo, a maioria para o setor de eletrodomésticos, acrescentou em entrevista a rádios de Buenos Aires.

Boudou foi nomeado à frente do organismo de controle das dez Administradoras de Fundos de Aposentadorias e Pensões (AFJP) do país na quarta-feira, um dia depois que o Governo enviou ao Parlamento um projeto para repassar os fundos da aposentadoria privada à caixa da Anses.

"Os que operam estes temas têm que estar muito tranqüilos porque todas estas questões que tem a ver com o funcionamento do mercado e a economia serão mantidas" uma vez que o Parlamento aprovar a reforma, ressaltou Boudou.

Ele insistiu em que a reforma do sistema melhorará a situação dos aposentados e ressaltou que a Anses conta com US$ 6,5 bilhões que investiu em fideicomissos para financiar créditos. EFE alm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG