Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo argentino controlará fundos de pensão

O governo argentino controlará as administradoras de fundos de pensão (AFJP), que voltam a operar na Bolsa nesta segunda-feira, para evitar uma liquidação em massa de ações, declarou neste sábado o presidente da Administração Nacional de Seguridade Social (Anses), Amado Boudou.

AFP |

"Vamos controlar. A lei tem o cuidado fiduciário dos aposentados. Não acho que aconteça uma atividade desse tipo, estaria muito perto do crime", advertiu Boudou, referindo-se a uma possível venda em massa de ações, por parte das AFJP.

Boudou pediu que, na segunda, as AFJP "saiam para operar com tranqüilidade" na Bolsa de Buenos Aires, lembrando que "o dinheiro que eles têm é o capital social dos argentinos, qualquer movimento estranho vai piorar ainda mais a situação das AFJP".

"Vamos continuar exercendo controle muito forte do sistema, porque são empresas reguladas", frisou.

Depois que o governo de Cristina Kirchner anunciou sua decisão de eliminar o sistema de capitalização privada, a Justiça suspendeu por sete dias as atividades das dez AFJP nos mercados. Depois, recuou e disse que a medida será revogada na próxima segunda.

A Justiça está investigando as dez AFJP, um dos principais operadores da Bolsa, para determinar se houve alguma movimentação fraudulenta com os fundos de pensão.

Na semana passada, a Bolsa argentina acumulou queda de 26,07%.

ls/tt

Leia tudo sobre: argentina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG