Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo argentino comemora voto a favor da estatização da previdência privada

O governo argentino celebrou nesta sexta-feira a aprovaçao na Câmara de Deputados de um projeto de lei que elimina os fundos de previdência privada e transfere para um sistema único de aposentadorias do Estado cerca de 26 bilhões de dólares, algo que ainda deve ser discutido no Senado.

AFP |

"Esperávamos um apoio desta magnitude porque se trata de proteger o futuro de milhares de aposentados", afirmou o ministro do Interior, Florencio Randazzo.

O governo da presidente Cristina Kirchner conseguiu a aprovação com os votos de 160 deputados, enquanto a oposição ao projeto teve apenas 75 votos, além de duas abstenções, depois de uma sessão que durou mais de 14 horas.

A estatizaçao dos fundos de previdência privada foi lançada em meio à explosao da crise financeira internacional iniciada nos Estados Unidos como uma maneira de proteger os aposentados.

"Era um sistema privado que desmoronou estrepitosamente. Isso era uma política de saque", afirmara mais cedo a presidente Cristina Kirchner para justificar a medida.

O sistema de capitalizaçao privada foi criado em 1994 durante o governo do peronista neoliberal Carlos Menem (1989/99).

Mas a oposição afirma que a reforma representa um confisco e é uma medida destinada a administrar fundos que pagarão a dívida pública.

Argentina deve enfrentar em 2009 vencimentos da dívida soberana de 20 bilhões de dólares.

O governo confia conseguir os votos necessários no Senado para aprovar a lei, que prevê tratar em 20 de novembro.

ls/pz/cn

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG