Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo argentino anuncia aumento dos subsídios agrícolas

Buenos Aires, 25 - Diante da insatisfação dos líderes ruralistas na Argentina, o governo anunciou hoje um aumento de US$ 330 milhões no programa de subsídios agrícolas com o objetivo de acalmar os ânimos do setor. Nós temos os recursos, e uma lei para aumentar o orçamento está sendo encaminhada para o Congresso, informou Carlos Cheppim, Secretário de Agricultura.

Agência Estado |

O governo tem recorrido cada vez mais aos subsídios aos produtores de alimentos como forma de compensar políticas impopulares no setor, como as que impõem limites à exportação e o tabelamentos de preços. Os agricultores reclamam, contudo, que os recursos não chegam a seus bolsos.

"Não queremos subsídios, mas menos impostos para estimular a produção", afirmou recentemente Alfredo De Angeli, líder da Federação Agrária Argentina.

De acordo com o Escritório Nacional de Controle Comercial Agropecuário (ONCCA), o governo já concedeu cerca US$ 860 milhões em subsídios desde 31 de março do ano passado. Com a escalada dos alimentos e a crescente insatisfação dos produtores, os pagamentos aumentaram de forma significativa nos últimos meses. Cerca de US$ 330 milhões, 40% do total, foram distribuídos nos últimos quatro meses.

A maior parte dos recursos foi destinada aos moinhos de trigo, produtores de aves, confinadores e produtores de lácteos. Contudo, os ruralistas continuam reclamando da carga de impostos sobre o setor, dos limites de exportação e das tentativas de congelar os preços no mercado interno. "Essas medidas estão sufocando a produção e vão provocar desabastecimento nos próximos anos", alertou De Angeli. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG