Tamanho do texto

Em meio às pressões para mudança nas regras do leilão da usina de Belo Monte (PA), o governo deu mais prazo para os investidores procurarem a Eletrobrás e fechar os consórcios que vão entrar na disputa. O prazo terminava ontem, mas foi adiado para as 17h de 7 de abril.

Em meio às pressões para mudança nas regras do leilão da usina de Belo Monte (PA), o governo deu mais prazo para os investidores procurarem a Eletrobrás e fechar os consórcios que vão entrar na disputa. O prazo terminava ontem, mas foi adiado para as 17h de 7 de abril. A holding disponibilizou as subsidiárias Eletronorte, Furnas, Eletrosul e Chesf para parcerias. Segundo o presidente da Eletrobrás, José Antonio Muniz Lopes, apenas o consórcio liderado pela Andrade Gutierrez havia proposto sociedade.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.