A Casa Branca determinou que a montadora Chrysler deve concluir um acordo com a italiana Fiat em um prazo de 30 dias para ter acesso a novas ajudas financeiras do governo, informa o jornal New York Times.

A Chrysler não receberá mais auxílio do governo se falhar em concluir a aliança com a Fiat até o dia 30 de abril, destaca o NYT, com base em informações divulgadas por fontes oficiais.

A montadora, a terceira maior do país, informou que o acordo proposto pode ser avaliada no máximo a 10 bilhões de dólares, ao mesmo tempo que luta para manter um resultado positivo em meio à crise econômica e à queda nas vendas.

Se o acordo for alcançado em 30 dias, o governo americano voltará a considerar a concessão de mais um empréstimo de seis bilhões de dólares, afirma o New York Times reported.

A Chrysler anunciou que precisa de mais US$ cinco bilhões de empréstimo de emergência, depois dos US$ quatro bilhões recebidos em dezembro.

Se a aliança for concretizada, a Fiat receberá 35% da Chrysler, mas sem a injeção de capital.

Leia mais sobre : Chrysler  - Fiat

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.