Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Governo alemão prevê retrocesso econômico, mas adverte contra alarmismos

Berlim, 21 jul (EFE).- O Governo alemão prevê um retrocesso econômico no segundo trimestre do ano, embora advirta que isto não é motivo para alarmismos, pois não representa um giro negativo no desenvolvimento da economia.

EFE |

Os dados conjunturais apontam para um enfraquecimento, mas não para uma ruptura no curso ascendente da economia, indicaram fontes do Ministério das Finanças segundo as quais não há motivo para pintar um panorama negro.

A produção industrial retrocedeu notavelmente, assim como o consumo, diz o departamento, segundo o qual o Governo mantém seu objetivo de eliminar o endividamento até 2011.

O relatório mensal de julho do Bundesbank (banco emissor alemão) divulgado hoje prevê uma diminuição do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre do ano de 0,5% com relação ao primeiro.

A última vez na qual a economia alemã sofreu um retrocesso foi no terceiro trimestre de 2004, na qual o PIB alemão caiu 0,2%.

Segundo o relatório do Bundesbank, a economia alemã não conseguiu manter o elevado nível de produtividade do primeiro trimestre do ano, quando alcançou um forte crescimento de 1,5%.

As últimas previsões do Governo prevêem para este ano um crescimento de 1,7%, enquanto para 2009 estima que se situará em 1,2%. EFE gc/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG