Berlim, 10 out (EFE) - O Governo alemão não tem planos de nacionalizar os bancos em resposta à crise financeira internacional, disse hoje um porta-voz do Ministério das Finanças da Alemanha.

A chanceler alemã, Angela Merkel, não descarta uma maior intervenção estatal no setor, mas, segundo o vice-porta-voz do Governo, Thomas Steg, não há, por enquanto, planos concretos.

O Ministério das Finanças, no entanto, admitiu que as decisões adotadas até agora pelos Governos e pelos bancos centrais não conseguiram conter as turbulências nos mercados financeiros.

"Evidentemente ainda não encontramos o caminho para que os mercados recuperem a tranqüilidade", disse o porta-voz do Ministério das Finanças, Torsten Albig.

Por outra parte, as repercussões da crise financeira para os orçamentos públicos não podem ser calculadas ainda, e, segundo Albig, é preciso esperar as previsões fiscais de novembro.

Muitos analistas temem que a crise impeça o objetido da Alemanha de conseguir, em 2011, um orçamento equilibrado. EFE rz/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.