Berlim, 25 mar (EFE).- O Governo alemão aprovou hoje um projeto de lei destinado a melhorar a supervisão bancária e emendar, assim, um dos problemas que fizeram com que a crise tivesse um forte impacto sobre o setor financeiro alemão.

O projeto inclui a concessão de maiores competências à entidade de supervisão bancária, a BaFin.

No futuro, o órgão poderá exigir aos bancos, por exemplo, que tenham mais recursos próprios e maior liquidez, o que, na Alemanha, foi um dos principais problemas durante a crise bancária.

Para poder avaliar melhor os riscos está previsto também o aumento das notificações obrigatórias.

A lei prevê que, no futuro, os bancos tenham que notificar periodicamente sobre qual é o nível de passivos financeiros em relação à base de fundos próprios (leverage ratio).

Além disso, a BaFin poderá exigir a um banco que aumente seu capital próprio se seu sistema administrativo não funcionar e não houver possibilidades de que melhore com outro tipo de medidas.

Em comunicado, o Ministério das Finanças ressaltou que a lei reforçará o caráter preventivo e as possibilidades de reagir à crise. EFE ih/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.