Moscou, 19 fev (EFE).- O ex-presidente soviético Mikhail Gorbachov disse hoje que acredita que a Rússia sofrerá as consequências da crise mundial em maior medida inclusive do que nos Estados Unidos, onde esta foi gerada.

"Acho que nossa crise não será menos difícil e, talvez, inclusive maior do que nos Estados Unidos. Tem a vantagem que continuará sendo um país com uma divisa mundial e a imprensa para imprimi-la", disse Gorbachov, durante uma conferência na Universidade Internacional de Moscou, citado pela agência "Interfax".

Além disso, disse que a situação atual mostra "a crise da política imposta pelos Estados Unidos".

Lamentou também que, quando a crise ficou evidente, "as instituições internacionais, a ONU, o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional, não fizeram nada" e acrescentou que "estavam sob controle (dos Estados Unidos)".

Indicou que os Estados Unidos realizavam essa política porque se consideravam vencedores da Guerra Fria.

"O complexo do vencedor é uma doença terrível e (os EUA) ainda não superaram esse complexo", ressaltou. EFE egw/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.