SÃO PAULO - O Goldman Sachs divulgou hoje um relatório em que revê de US$ 115 para US$ 70 a previsão para a cotação do barril de petróleo para o fim deste ano. Segundo o texto, a projeção anterior claramente subestimava a profundidade e a duração da crise financeira internacional e suas implicações no crescimento econômico e na demanda pela commodity .

O banco avalia que provavelmente este momento, com os mercados de crédito congelados, é o que apresenta o ponto máximo de fraqueza de demanda, mas considera que é difícil garantir isso diante das distorções que a crise tem causado no mercado como um todo, seja na produção, na demanda, nos estoques ou nos preços na cadeia do setor.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.