Redação central, 22 set (EFE).- Os dois últimos grandes bancos de investimento americanos, Goldman Sachs e Morgan Stanley, mudarão seu modelo de negócio e se transformarão em entidades comerciais, após ser aprovadas suas respectivas solicitações pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano).

Segundo um comunicado emitido pelo citado organismo esta madrugada, com esta transformação, ambas as entidades passarão a ser controladas pelo Fed, e também poderão ter acesso aos fundos de emergência desta instituição.

Além disso, o Fed autoriza o Federal Reserve de Nova York a estender o crédito às filiais londrinas da Goldman Sachs, Morgan Stanley e Merril Lynch.

Esta medida está condicionada à obtenção da pertinente autorização das autoridades de competência americanos, que têm um período de 5 dias para analisar a solicitação de Morgan Stanley e Goldman Sachs de se transformarem em holdings bancárias.

"Acreditamos que sob a supervisão do Federal Reserve, o Goldman será considerado uma instituição ainda mais segura, com um balanço excepcionalmente limpo e uma maior diversidade de fontes de liquidez", disse o executivo-chefe da Goldman Sachs, Lloyd C.

Blankfein.

Atualmente, esta tem duas entidades de depósito em funcionamento, os bancos Goldman Sachs EUA e Europa, que entesouram entre os dois um total de US$ 20 bilhões em depósitos de seus clientes. EFE asa/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.