Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Goldman Sachs diz que GM precisa de US$ 22 bi para sair da crise

Washington, 13 nov (EFE).- O banco de investimentos Goldman Sachs disse hoje que a General Motors (GM) pode precisar de até US$ 22 bilhões para funcionar, enquanto o JP Morgan rebaixou o nível das ações da montadora a neutro.

EFE |

A decisão da Goldman Sachs de suspender a qualificação da GM, o rebaixamento do JP Morgan e a incerteza sobre as possíveis ajudas federais que o setor do automóvel poderia receber geraram um dia mais de baixa nas ações da fabricante.

O Goldman Sachs justificou sua decisão alegando que "não há base suficiente para determinar a qualificação de investimento ou o objetivo de preço dessa companhia".

A firma disse que dos US$ 22 bilhões de liquidez que a GM precisará, cerca de US$ 18 bilhões terão que sair de fundos federais ou de outras fontes privadas.

A GM teve perdas de US$ 70 bilhões desde 2004 e seu atual capital de mercado está abaixo de US$ 1,7 bilhão.

A instituição financeira também falou do alto grau de incerteza que existe sobre a aprovação de um plano de ajuda para General Motors. EFE crd/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG