Washington, 7 abr (EFE).- A General Motors (GM) disse hoje que perdeu US$ 4,3 bilhões entre 10 de julho (quando declarou falência) e 31 de dezembro de 2009, após obter a receita de US$ 57,5 bilhões.

Washington, 7 abr (EFE).- A General Motors (GM) disse hoje que perdeu US$ 4,3 bilhões entre 10 de julho (quando declarou falência) e 31 de dezembro de 2009, após obter a receita de US$ 57,5 bilhões. O diretor financeiro da empresa americana, Chris Liddell, afirmou durante uma conferência telefônica para explicar os resultados que a GM está erguendo os alicerces para voltar a atuar na bolsa de valores e que a publicação dos resultados do período "é um grande passo nesse processo". A empresa indicou que os US$ 4,3 bilhões de perdas incluem US$ 2,6 bilhões relativos ao plano de prestações médicas para aposentados do sindicato United Auto Workers. Uma quantia de US$ 1,3 bilhão de perdas é consequência do "reajuste de moedas estrangeiras". Liddell, contratado pela GM em dezembro de 2009 e que havia expressado confiança de que a empresa deixaria de perder dinheiro este ano, rebaixou ligeiramente as previsões de lucros. "Como os resultados de 2009 mostram, ainda há muito trabalho a fazer. No entanto, continuo acreditando que temos uma oportunidade de conseguir lucros em 2010", explicou. Em seguida ele esclareceu que esses lucros poderiam se limitar a "operações". O diretor também reiterou a promessa feita pelo presidente e executivo-chefe da GM, Edward Whitacre, de que a empresa pagará em junho todos os empréstimos públicos recebidos no ano passado. "Estamos comprometidos a devolver o dinheiro dos empréstimos do Departamento do Tesouro americano e do Export Development Canada no mais tardar em junho de 2010", complementou. EFE jcr/sa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.