Washington, 27 out (EFE).- O Departamento do Tesouro negocia um empréstimo de US$ 5 bilhões à General Motors para facilitar a compra do Grupo Chrysler, informa hoje o site do jornal The Wall Street Journal.

A publicação diz que o dinheiro viria dos fundos liberados pelo Congresso para que o setor automilístico tenha acesso a US$ 25 bilhões em empréstimos a juros baixos.

A Cerberus, proprietária de 80,1% do Grupo Chrysler, está negociando com a GM a venda da terceira maior fabricante de automóveis dos Estados Unidos.

O acordo ainda depende do seu financiamento, já que serão necessários US$ 10 bilhões para cobrir gastos relativos a demissão de funcionários, fechamento de fábricas e integração das duas companhias, afirmou o "Wall Street Journal", que cita fontes envolvidas nas negociações.

Outras fontes consultadas pelo jornal também disseram que é pouco provável que o setor automobilístico tenha acesso a parte dos US$ 700 bilhões do plano de resgate lançado pelo Governo Bush para salvar o sistema financeiro.

A porta-voz da Casa Branca Dana Perino declarou hoje que a Chrysler, a GM e a Ford, por meio de seus braços financeiros, teriam acesso à ajuda federal. EFE crd/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.