Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

GM lança plano de demissão voluntária

SÃO PAULO - A General Motors (GM) abriu ontem um programa de demissões voluntárias na fábrica de São José dos Campos (SP), onde se concentra a produção da linha Corsa, inclusive para exportação. O plano estará aberto até o dia 28 e a empresa não informa as metas que pretende atingir.

Valor Online |

A unidade tem 9,4 mil trabalhadores, dos quais 8,9 mil são horistas. A decisão foi comunicada ontem ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

O anúncio chega poucos dias após a montadora anunciar o segundo período de férias coletivas naquela unidade e também nas outras duas fábricas (São Caetano do Sul, em São Paulo, e Gravataí, no Rio Grande do Sul). Mais uma vez, ela apontou a necessidade de ajustar o ritmo de produção ao nível de estoques de carros e de vendas, afetadas pelo aperto no crédito.

No Paraná, o prazo para entrega de caminhões da Volvo, que chegava a 120 dias em julho, já caiu pela metade. Para novembro, o tempo de espera será de 45 a 60 dias, dependendo do modelo. A direção da empresa garante que ainda não dá para falar em queda nas vendas, até porque em outubro a montadora sueca bateu recorde, com o faturamento de 1037 unidades, e não espera número muito diferente disso para novembro.

Em 2007 a Volvo vendeu 7853 caminhões e espera passar de 10 mil em 2008, fora as exportações, que chegam a 25% da produção. A montadora investiu US$ 25 milhões em um novo modelo e concluiu os US$ 110 milhões previstos de 2005 a 2008. Um novo plano de investimento deve ser anunciado no começo de 2009, ano em que a trabalha com redução de 5% a 10%.

(Marli Olmos e Marli Lima | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG