Tamanho do texto

A General Motors anunciou hoje que vai levantar US$ 15 bilhões em 2009 por meio de potenciais vendas de ativos, corte de custos e outras medidas de financiamento. A montadora está se esforçando para resistir à forte crise que atinge o mercado dos Estados Unidos.

A GM informou também que vai suspender o dividendo que paga aos acionistas e cortar certas compensações para funcionários assalariados e executivos. Além disso, a companhia planeja reduzir o gasto de capital no próximo ano e a capacidade de produção destinada à fabricação de picapes e veículos esportivos utilitários (SUVs, na sigla em inglês).

As ações da GM estão sendo negociadas na Bolsa de Nova York nos níveis mais baixos desde meados da década de 1950 nas últimas semanas, em meio a preocupações sobre a posição de caixa da companhia. As medidas anunciadas hoje chegam um mês depois de a GM afirmar que vai fechar mais quatro fábricas em 2010, na tentativa de enfrentar o forte declínio da demanda por veículos grandes, que foram por muitos anos sua principal fonte de lucros.

A montadora tem registrado fluxo de caixa negativo durante os últimos três anos. Embora a companhia não faça projeções de quando vai voltar à lucratividade, acredita que essas medidas vão colocá-la em terreno positivo se o mercado norte-americano voltar às condições normais até 2010.

"Estamos tentando construir um plano de liquidez que permita concentrar nossas mentes no que precisamos fazer para ser competitivos", declarou o diretor-operacional, Fritz Handerson. A GM reiterou que possui liquidez para atingir as exigências de financiamento de 2008, mas "está tomando medidas adicionais para aumentar a liquidez para se proteger contra uma crise norte-americana prolongada".

Além das mudanças operacionais, como a redução dos custos salariais e dos gastos de capital, a companhia disse que vai fazer uma avaliação global de seus ativos para possíveis vendas ou monetização, que deverão gerar entre US$ 2 bilhões e US$ 4 bilhões de liquidez adicional. A companhia já anunciou que está considerando a venda da marca Hummer. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.