Tamanho do texto

Washington, 8 jul (EFE).- A General Motors está desenvolvendo um plano para reduzir custos e melhorar sua posição no mercado após a forte queda de suas vendas, reconheceu hoje seu presidente, Rick Wagoner.

Wagoner informou em um e-mail aos diretores que a GM está preparando um programa de reestruturação e recuperação de capital, como recomendaram os analistas de Wall Street.

"O rápido aumento dos preços do combustível e a mudança de tendência nas vendas fizeram com que o mercado e as condições econômicas ficassem muito difíceis", disse.

As ações da companhia chegaram na semana passada à cotação mais baixa dos últimos 54 anos e os analistas advertiram que a fabricante de automóveis precisa aumentar suas vendas entre US$ 5 bilhões e US$ 15 bilhões para se recuperar.

Segundo Wagoner, a GM está desenvolvendo um plano na América do Norte para reduzir custos e fortalecer sua liquidez.

"Nossa equipe continua desenvolvendo novos planos de ação para otimizar nossa estrutura de funcionamento em virtude destas novas condições de mercado, melhorar nossa posição financeira, para manter nossos principais produtos e os investimentos em tecnologia", detalhou.

A produção da companhia caiu 55% desde o início de maio, quando começou a se notar a redução em suas vendas. Este ano, a queda já chegou a 16%, enquanto o comércio de automóveis no país caiu 10%.

No e-mail, Wagoner encorajou seus funcionários a buscarem formas de economizar dinheiro.

O "The Wall Street Journal" adiantou na segunda-feira que a companhia pretende realizar milhares de demissões em postos administrativos e a venda de várias de suas marcas, como parte de uma estratégia para tentar recuperar a rentabilidade em 2010.

Segundo o jornal, o plano de corte de empregos provavelmente será aprovado no começo de agosto, quando o conselho de administração vai se reunir. EFE elv/rb/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.