Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

GM confirma que venderá sua parte na Suzuki

Washington, 17 nov (EFE).- A General Motors (GM) confirmou hoje que venderá suas ações da fabricante japonesa Suzuki, avaliadas em US$ 230 milhões, para aumentar sua liquidez na tentativa de conter a grave crise que enfrenta.

EFE |

A GM afirmou, em comunicado, que apesar de se desfazer de 3% de sua participação acionária na Suzuki, manterá a relação empresarial com a fabricante japonesa.

"Avaliamos muito nossa relação estratégica com a Suzuki. Apesar da venda de nossas ações na Suzuki, a medida não incidirá em nossas relações bilaterais existentes" afirmou, na nota, o executivo-chefe da GM, Rick Wagoner.

A venda da participação na Suzuki acontece em meio ao intenso debate nos Estados Unidos sobre a necessidade de que o Governo federal socorra as três maiores montadoras do país.

No Japão, a Suzuki informou que pensa em comprar amanhã as 16,4 milhões de ações que a GM vencerá.

As duas empresas também assinalaram que acordaram discutir no futuro a possível reincorporação da GM no conjunto de acionistas de Suzuki se a fabricante americana desejar voltar a comprar sua participação.

A GM entrou no conjunto de acionistas da Suzuki em 1981 com a compra de 5,3% dos títulos da fabricante. Em 1998, sua participação aumentou para 10% e em 2001 chegou a passar de 20%.

Em 2006, a GM vendeu 17,4% de suas ações, uma vez que a crise econômica da fabricante americana se tornou evidente. EFE crd/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG