Washington, 22 jan (EFE).- A General Motors (GM) anunciou hoje que chegou a um acordo com a Comissão da Bolsa de Valores dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) sobre supostas irregularidades contábeis.

A GM informou em comunicado que a "SEC não constatou que a fabricante tenha cometido fraude ou qualquer outra infração intencional", por isso não pagará "nenhuma multa" ou outra sanção monetária.

"Sem admitir ou negar as acusações da SEC e sem admitir ou negar qualquer infração legal, a GM aceitará a decisão baseada nas alegações relacionadas a um número de assuntos contábeis do passado, descritos no processo apresentado pela SEC", acrescentou o comunicado.

A SEC argumentou que a GM cometeu irregularidades contábeis no ano 2000 para melhorar seus resultados com a venda de metais preciosos para arrecadar US$ 97 milhões, mas os comprou depois de um mês depois em segredo.

Em 2001 e 2002, a GM também modificou a contabilidade relacionada com seu fundo de previdência, para aumentar seus lucros antes de impostos.

A decisão assinalará que a GM não cometerá "nenhuma infração de leis e regulações estipuladas no futuro".

A empresa automobilística, que passa pela crise mais grave de seus 100 anos de história, acrescentou que reconheceu "deficiências" que causaram erros contábeis e que tomou "medidas substanciais" para remediar os problemas. EFE crd/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.