Tamanho do texto

A montadora General Motors fará recall de quase 60 mil automóveis na Coreia do Sul em razão de potenciais problemas nos mecanismos de direção, no sistema de alimentação de combustível e nos assentos, informou a unidade local da companhia neste domingo.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237562634565&_c_=MiGComponente_C

O recall de 58.696 veículos começará na segunda-feira e cobre quatro modelos fabricados no país, afirmou Kim Byeong-soo, porta-voz da GM Daewoo Auto & Technology Co., terceira maior montadora sul-coreana.

O recall em países para os quais alguns automóveis foram exportados sob as marcas Chevrolet e Opel será decidido e anunciado mais tarde de acordo com as regras locais, acrescentou Kim. Ele afirmou que a China já anunciou o recall de algumas unidades, embora não tenha fornecido detalhes.

Kim informou que nenhum acidente foi provocado pelos problemas e que a decisão de fazer o recall foi tomada pela GM Daewoo. A prática de convocar veículos para consertar defeitos, muito comum na indústria automotiva, está em foco desde o final do ano passado, quando a montadora japonesa Toyota Motor começou a fazer enormes recalls por problemas com o freio e a aceleração.

A GM Daewoo foi criada em 2002, depois que a norte-americana General Motors adquiriu a Daewoo Motor Co., unidade automotiva do Daewoo Group.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.