Londres, 3 dez (EFE).- A GlaxoSmithKline (GSK), segunda maior companhia farmacêutica do mundo, anunciou hoje o corte de 200 postos de trabalho em sua fábrica de Barnard Castle, em Durham (nordeste da Inglaterra), que produz o remédio Zofran.

A medida, que será aplicada nos próximos 18 meses para, segundo a empresa, para garantir um futuro sustentável em Barnard Castle, afetará cerca de 20% do quadro de funcionários dessa fábrica, onde trabalham cerca de 1.100 pessoas.

As vendas do remédio Zofran, que já está há tempos no mercado, foram prejudicadas pela dura concorrência de outras farmacêuticas.

O diretor da fábrica, Roger Connor, qualificou a decisão de "difícil", mas ressaltou que a GSK investiu 48 milhões de libras (56 milhões de euros) na unidade nos últimos dois anos, e investirá 17 milhões de libras (20 milhões de euros) em 2009.

No mês passado, a companhia informou sobre seus planos para fechar uma fábrica no sudeste da Inglaterra, com a perda de 620 postos de trabalho, devido à queda das vendas de dois remédios: Lamictal e Valtrex. EFE pa/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.