A maior companhia de mineração mundial, a anglo-australiana BHP Billiton, anunciou nesta segunda-feira resultados anuais recorde pelo sétimo ano consecutivo, impulsionados por uma forte demanda mundial de matérias-primas.

O comunicado do grupo informa qu eobteve um pouco mais de 15,39 bilhões de dólares em seu exercício 2007/2008, que termina no fim de junho, em alta de 14,7% em relação ao exercício anterior, com um faturamento em aumento de 25,3%, a 59,47 bilhões de dólares.

A BHP indicou que a alta do preço das matérias-primas, em particular o mineral de ferro, o petróleo, o manganês, o carvão e os metais de base, inflaram seu lucro antes dos impostos em 6,7 bilhões de dólares.

Paralelamente, os custos de produção só aumentaram 1,2 bilhão, o que o grupo classificou de "desempenho destacável".

A BHP mimará seus acionistas com um dividendo total de 70 centavos por ação por todo o exercício, em alta de 49%.

fpo/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.