Washington, 21 nov (EFE).- General Motors (GM) vai reduzir sua produção na América do Norte, o que afetará o número de fábricas em funcionamento, e reduzirá o número de aviões particulares para seus executivos segundo informou hoje o jornal The Wall Street Journal.

O periódico disse que a GM tem planos para informar hoje a seus funcionários sobre os novos cortes de produção que acontecem no meio da pior crise econômica e de vendas da história da companhia.

O anúncio foi feito horas depois que o Congresso americano criticou que os executivos da General Motors, Ford e Chrysler viajaram para Washington em aviões privados para solicitar bilhões de dólares em ajudas.

A GM disse a "The Wall Street Journal" que os planos para reduzir sua frota de aviões privados já estavam em andamento, antes das críticas dos legisladores americanos. EFE crd/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.