A americana General Motors tomará todas as medidas possíveis para evitar a falência, afirmou nesta sexta-feira seu presidente executivo, Rick Wagoner, pouco depois de avisar que a companhia poderá ficar sem liquidez no primeiro semestre de 2009.

"Estamos convencidos de que as conseqüências de uma falência seriam terríveis. Por isso, tomaremos todas as medidas possíveis para evitá-la", declarou Wagoner em uma videoconferência, depois do anúncio dos decepcionantes resultados trimestrais da empresa.

A perda líquida do número um americano do setor automobilístico totalizou 2,5 bilhões de dólares no trimestre encerrado em setembro. Excluindo o impacto favorável de um acordo concluído com o sindicato UAW, a perda fica em 4,2 bilhões de dólares, contra 1,6 milhão há um ano.

O volume de vendas cresceu abaixo das expectativas, a 37,9 bilhões de dólares, enquanto o mercado apostava em 39,14 bilhões de dólares.

mso/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.