O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, afirmou neste sábado que todos os grandes bancos do país teriam sucumbido sem a intervenção do governo e o Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp). O comentário foi feito em entrevista à Bloomberg TV em contraponto a comentário do presidente do Goldman Sachs, Gary Cohn, segundo o qual os bancos teriam sobrevivido sem a ajuda do governo americano.

"Acho que não teríamos fracassado. Nós temos dinheiro", disse.

Geithner, por sua vez, qualificou como "insustentável" a situação do Goldman Sachs e dos demais bancos de grande porte dos EUA. "Nenhum deles teria sobrevivido. Todo o sistema financeiro dos Estados Unidos e todas as grandes firmas do país, e até mesmo os pequenos bancos, enfrentavam uma situação clássica de corrida bancária", observou. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.