Por Roberto Samora SÃO PAULO (Reuters) - As geadas ocorridas em junho reduziram a estimativa de produção de milho do Brasil em 2007/08 para 57,5 milhões de toneladas, contra 58,4 milhões de toneladas na previsão divulgada no mês passado, de acordo com levantamento anunciado nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Ainda assim, o Brasil colherá uma safra de milho 11,9 por cento superior à da temporada passada, quando a produção atingiu 51,36 milhões de toneladas. A colheita cresce com o aumento de área plantada de 5 por cento e pela maior utilização de tecnologia.

As geadas atingiram a chamada segunda safra de milho (safrinha) do Brasil, especialmente no Paraná, e reduziram a produção em cerca de 1 milhão de toneladas, como havia antecipado reportagem da Reuters. [ID:nN26147783]

Agora o Brasil deverá produzir 17,6 milhões de toneladas na safrinha, contra 18,5 milhões de toneladas na estimativa de junho e 14,7 milhões de toneladas na temporada anterior. Em 07/08, houve um crescimento de mais de 10 por cento na área plantada no país na comparação com o ano passado.

O milho segunda safra é considerado uma cultura de risco, e no caso de o frio intenso se repetir, novas perdas podem ocorrer.

'A maior parte das lavouras ainda se encontra em fase suscetível ao frio (no Paraná), já que a colheita ocorreu em apenas 5 por cento das lavouras. A área não colhida encontra-se com 2 por cento em desenvolvimento vegetativo, 23 por cento em floração, 52 por cento em frutificação e 23 por cento em maturação', informou a Conab em relatório.

ESTIMATIVA DA SOJA É MANTIDA

A estatal, no mesmo relatório, ainda manteve a estimativa de safra de soja do Brasil em 59,8 milhões de toneladas, contra 58,3 milhões de toneladas na temporada anterior.

'O referido aumento foi motivado pelo incremento de 2,6 por cento na área cultivada, impulsionado pelos bons preços do produto e a expectativa do aumento da demanda no mercado externo à época da implantação da cultura, aliados às boas condições climáticas durante todo ciclo da cultura', destacou a Conab.

Tanto as colheitas da soja como a do milho primeira safra já foram encerradas no país. As atividades no campo estão mais concentradas agora na segunda safra de milho, nos principais produtores.

PREVISÃO PARA O TRIGO É MAIOR

A Conab ainda elevou a estimativa de produção de trigo no Brasil para 5,28 milhões de toneladas, ligeira alta em relação à estimativa de junho, quando a estatal previu 5,16 milhões de toneladas.

Na comparação com a safra de 2007, a produção deverá crescer quase 40 por cento.

A maior parte desse aumento se deve à elevação do plantio.

'A área cultivada está estimada em 2,30 milhões de hectares, superior à safra anterior em 26,4 por cento... Este significativo incremento deve-se ao fato da expectativa de preços futuros remuneradores causados, principalmente, pelo aumento da demanda e a redução dos estoques mundiais, suspensão das exportações argentinas para o Brasil e à elevação do preço mínimo de garantia do governo.'

Segundo a Conab, as geadas não chegaram a causar perdas para o trigo do Paraná, o principal produtor deste cereal. No Estado, o plantio está próximo de ser encerrado.

Com a redução da estimativa da safrinha de milho, a Conab foi obrigada a reduzir a previsão total de grãos do Brasil para 142,42 milhões de toneladas, contra 143,3 milhões de toneladas na previsão de junho. No entanto, a safra total em 07/08 ainda é 8,1 por cento superior à da temporada anterior (131,8 milhões de toneladas).

(Edição de Denise Luna)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.