SÃO PAULO - A General Electric teve queda significativa de seus lucros do quarto trimestre do ano passado, o que a fez fechar 2008 também com recuo nos resultados. A empresa divulgou hoje seu balanço e mostrou que os ganhos com operações continuadas, ou seja, excluindo a compra e venda de novas unidades e ativos, foram de US$ 3,867 bilhões no quarto trimestre, o que representou um recuo de 43%, com relação aos US$ 6,827 bilhões registrados no mesmo período do ano anterior.

Os ganhos líquidos da GE, que consideram desinvestimentos, somaram US$ 3,722 bilhões. Este montante é 44% inferior aos US$ 6,696 bilhões do quarto trimestre do ano anterior.

Diante dos resultados, o diretor-executivo da empresa, Jeff Immelt, afirmou em relatório que "espera um ano de 2009 extremamente difícil".

No período analisado, as receitas totais da General Electric caíram 5%, acumulando US$ 46,213 bilhões, frente aos US$ 48,533 bilhões no quarto trimestre de 2007. Os fatores que mais impactaram as vendas da empresa foram o fortalecimento do dólar e as desistências de pedidos. Isto, somado ao aumento de 7% nos custos totais da companhia - que saíram de US$ 40,885 bilhões para US$ 43,728 bilhões - fez com que o resultado da GE ficasse insatisfatório.

Os custos aumentaram nos últimos três meses do ano passado principalmente por causa do segmento financeiro da empresa. As provisões por perdas e recebíveis financeiros, por exemplo, passaram de US$ 1,299 bilhão em 2007 para US$ 3,065 bilhões em 2008.

"Nós tivemos impactos severos nos ganhos do quarto trimestre, incluindo crescentes perdas nas reservas, provisões negativas e depreciação", explicou Jeff Immelt no relatório.

O documento mostra que, na análise segmentada, o setor de infra-estrutura e mídia cresceu 3% no referido trimestre, enquanto o de infra-estrutura de energia teve um aumento de 11%, motivado pela contínua demanda global. "Os nossos ganhos com a infra-estrutura de tecnologia cresceram 1%, liderados por 21% de alta na aviação", explica o diretor-executivo da empresa. Na contramão, o segmento da NBC Universal recuou 6% no quarto trimestre.

Os resultados no acumulado do ano também não foram animadores. Os ganhos com operações continuadas caíram 19%, somando US$ 18,089 bilhões em 2008, sendo que, em 2007, foram de US$ 22,457 bilhões. Os ganhos líquidos apresentaram queda maior, de 22%, com US$ 17410 bilhões acumulados no ano passado, frente aos US$ 22,208 bilhões no ano anterior.

Nesta base de comparação, as receitas subiram 6% ( de US$ 172 bilhões para US$ 183 bilhões), enquanto os custos totais da empresa aumentaram 12% (de US$ 145,8 bilhões pata US$ 163,3 bilhões).

Mesmo diante de uma situação difícil, Jeff Immelt garante que os dividendos serão distribuídos conforme o planejado. "Os dividendos do quarto trimestre estão feitos, e nós nos comprometemos com o nosso plano de US$ 1,24 por ação para o ano. Nós acreditamos que a distribuição de dividendos dá aos nossos investidores um retorno sólido neste momento de incertezas", explica ele.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.