Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

GE fará oferta de US$ 12 bi; US$ 3 bi são para Buffett

A General Electric anunciou uma oferta pública de pelo menos US$ 12 bilhões em ações ordinárias (ON). Além disso, o fundo Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, mais uma vez assumiu um papel de salvador ao comprar US$ 3 bilhões em ações preferenciais perpétuas numa oferta privada da GE.

Agência Estado |

O anúncio é feito num momento em que o conglomerado, cujo braço financeiro responde por quase metade de sua receita, se une a gigantes financeiras que buscaram levantar capital nas últimas semanas depois de verem suas ações despencarem em meio aos temores dos investidores acirrados pela crise do crédito.

Até a semana passada, a companhia insistia que seu braço financeiro não sofria problemas. Isso mudou quando a GE cortou sua previsão para o terceiro trimestre e para o ano inteiro, citando "uma fraqueza e volatilidade sem precedentes nos mercados de serviços financeiros" e anunciou uma série de medidas - incluindo a suspensão de recompra de ação e provável suspensão de um aumento no dividendo pela primeira vez desde os anos 1970 - para fortalecer seu capital e liquidez.

As ações da GE estavam por volta das 15h30 em queda de 3,8%, em US$ 24,51. A ação caiu 34% este ano. Os CDS (Credit Default Swaps) da General Electric Capital Corp, braço financeiro, projetaram uma redução no custo de proteção contra default da empresa após o anúncio. Custa agora US$ 500 mil para proteger US$ 10 milhões em bônus de cinco anos da empresa, ante US$ 650 mil antes do anúncio, segundo a corretora Phoenix Partners Group. O custo havia atingido US$ 740 mil no início desta quarta-feira, com o temor de que a GE teria dificuldades para ter acesso a financiamento via commercial papers e outros mercados da dívida.

Pela oferta anunciada hoje, os subscritores terão 30 dias para optar pela compra de ações representando outros 15% do montante ofertado pela GE para cobrir eventuais excedentes de demanda. A companhia espera anunciar o preço da transação antes da abertura do mercado amanhã.

Pelo acordo de Buffett com a GE, que é anunciado uma semana depois de ele ter feito um investimento de US$ 5 bilhões no banco de investimentos Goldman Sachs, o Berkshire Hathaway também receberá warrants para comprar US$ 3 bilhões em ações ordinárias. A decisão de Buffett representa sua segunda grande manifestação de confiança no sistema financeiro desde que a crise de crédito começou a se intensificar nas últimas semanas.

Buffett buscou tranqüilizar os investidores da GE com seu voto de confiança no conglomerado nesta quarta-feira ao divulgar também um comunicado afirmando que a companhia tem "fortes marcas globais e negócios com os quais estou bastante familiarizado". "Estou confiante em que a GE continuará a ser bem-sucedida nos anos que virão", diz a nota de Buffett.

O executivo-chefe da GE, Jeff Immelt, disse que as medidas reforçam a flexibilidade e permitem que a companhia "execute seu plano de liquidez ainda mais rapidamente". Immelt reiterou que é compromisso de longo prazo da companhia manter seu rating de crédito AAA. As informações são da agência Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG