Tamanho do texto

Moscou, 2 jan (EFE).- A empresa russa Gazprom voltou hoje a aumentar o fornecimento de gás com destino aos países da Europa por causa do roubo de uma parte deste combustível pela Ucrânia.

"A Ucrânia reconheceu abertamente que rouba gás e não se envergonha disto", declarou Serguei Kupriánov, porta-voz da Gazprom, em entrevista coletiva.

Kupriánov acrescentou que o volume de gás que transita pelos gasodutos ucranianos com destino à Europa e que foi roubado chega a 21 milhões de metros cúbicos, menos de 10% do total.

Por esta razão, acrescentou, "aumentamos o fornecimento por outros caminhos, como pela Belarus", por cujo território passa 20% do gás que a Gazprom vende para a Europa.

A Comissão Européia afirmou hoje que não tinha registros de interrupções no fornecimento nem na quinta nem na sexta-feira. EFE io/fal