Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Gazprom ameaça cortar fornecimento para Ucrânia se dívidas não forem pagas

Moscou, 30 dez (EFE).- O presidente da Gazprom, Alexei Miller, afirmou hoje que o consórcio russo cortará o fornecimento de gás à Ucrânia se as dívidas existentes não forem pagas antes do final do ano.

EFE |

"Estamos falando de horas", declarou Miller à emissora "Vesti", ao se referir ao prazo que o país vizinho tem para cancelar suas dívidas com a Gazprom, que segundo o consórcio chegam, incluídas as multas, a US$ 2,118 bilhões.

Afirmou que se até o final do dia de amanhã a Ucrânia não pagar a dívida, a Gazprom não terá bases para continuar fornecendo gás.

Anteriormente, o consórcio russo avisou à empresa de gás estatal ucraniana Naftogaz que se não houver acordo sobre o pagamento da dívida o preço do gás russo para a Ucrânia a partir do Ano Novo subirá mais que o dobro, chegando a US$ 418 por cada mil metros cúbicos. EFE bsi/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG