Paris - O vice-presidente da empresa russa Gazprom, Aleksandr Medvedev, afirmou nesta segunda-feira que a Ucrânia roubou, no último domingo, 50 milhões de metros cúbicos de gás dos gasodutos que atravessam o seu subsolo.

Em entrevista coletiva realizada em Paris, Medvedev acusou a Ucrânia de haver roubado 25 milhões de metros cúbicos de gás russo que transita pelos gasodutos ucranianos com destino a diferentes países da União Européia (UE).

A eles, é necessário se juntar outros 25 milhões de metros cúbicos de propriedade da empresa RosUkrEnergo que deviam chegar a Polônia, Hungria e Romênia porque os ucranianos perfuraram os depósitos.

"Temos informações segundo as quais este gás já não está nos depósitos subterrâneos", mas está sendo "usado pelos ucranianos para seu consumo interno", declarou o vice-presidente da Gazprom.

Uma delegação da UE chegará hoje à tarde a Kiev, onde discutirá amanhã com as autoridades ucranianas a crise do gás entre Ucrânia e Rússia e suas conseqüências para o fornecimento do combustível russo aos consumidores do bloco.

Leia mais sobre gás

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.