Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Gasto do governo com salários crescerá 27,8% no 4º tri

Os números da programação financeira do governo federal indicam que as despesas com pessoal deverão crescer 27,8% no último trimestre do ano ante igual período de 2007. Essa expansão abrupta dos gastos com o funcionalismo, se comparada com os 9,5% apurados de janeiro a setembro, decorre dos reajustes salariais concedidos pelas Medidas Provisórias (MPs) 440 e 441, em vigor há vários meses, mas ainda sem surtir efeito pleno.

Agência Estado |

Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, publicou um despacho no qual comunica aos servidores que uma folha suplementar, referente às parcelas retroativas do reajuste, será paga no dia 14. Esse pagamento retroativo ocorrerá porque vários reajustes foram negociados para valer a partir de datas anteriores à edição das MPs.

Alguns reajustes da MP 440, como a dos servidores do Banco Central, retroagem a 1º de março. Como essa medida só foi editada no fim de julho, os salários só foram reajustados em agosto e a diferença referente ao período de março e julho será paga agora. O mesmo ocorre com os reajustes da MP 441, editada em agosto, mas com retroatividade até maio. Ao todo, o governo editou três grandes MPs, reajustando o salário de servidores ao longo de 2008. Além das MPs 440 e 441, houve a MP 431, já convertida em lei.As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG