As concessionárias de energia começaram a instalar medidores inteligentes que informam aos proprietários o custo da eletricidade que está sendo usada no momento, com os descontos concedidos fora dos horários de pico. Mas esses aparelhos ainda não foram instalados em todas as casas.

A Intel criou um protótipo de monitor de energia para residências que reúne informações enviadas pelos eletrodomésticos ligados nas tomadas. A tela brilhante, que responde ao toque e pode ser pendurada na parede da cozinha ou colocada sobre um aparador, mostra, por exemplo, quais são os eletrodomésticos ligados e quanto custa seu funcionamento.

O painel faz uma comunicação sem fio com os pontos, desligando ou ligando os aparelhos quando for assim instruído. Ele também sugere como modificar o uso da energia na casa. "A tela da Intel serve para entreter e também instruir", disse Joe Jensen, gerente-geral da divisão de computação incorporada da Intel.

As pessoas podem usar a câmera nela embutida para deixar mensagens de vídeo. Também podem rodar dezenas de aplicações no monitor, como fazem com um smartphone, para procurar endereços nas Páginas Amarelas e verificar condições do clima ou do tráfego.

Os monitores domésticos não serão oferecidos pela Intel diretamente aos consumidores. Uma versão de luxo poderá custar mais de US$ 400, mas a companhia estuda versões mais baratas. Segundo Jensen, parte do custo poderia ser subsidiada pelas concessionárias que cobrariam uma pequena tarifa mensal pela unidade, como parte de campanhas para a conservação de energia.

A Tenrehte Technologies criou um aparelho alternativo, chamado Picowatt, que permite usar smartphones ou laptops, por exemplo, para controlar a iluminação e aparelhos eletrodomésticos, como os de ar condicionado. O Picowatt, que é ligado em uma tomada na parede, é pouco maior que um carregador de telefone celular. "Mas pode se comunicar com o roteador Wi-Fi numa rede doméstica como os laptops", disse Jennifer Indovina, diretora executiva da Tenrehte. Por exemplo, um aparelho de som é ligado ao Picowatt, que por sua vez está ligado na tomada da parede, e o dispositivo calculará as informações sobre uso de energia que são transmitidas ao roteador. Os plugues chegarão no mercado no Dia da Terra, 22 de abril, no Amazon, Best Buy e outros pontos de venda a um preço de US$ 79,99.

A General Electric vende um aquecedor de água com interface de comunicações que permite aproveitar as taxas de desconto para o uso fora dos horários de pico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.