Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Gasto com Dia do Pais será o maior em 8 anos

O aumento da renda do consumidor e a abundante oferta de crédito devem sustentar o crescimento de mais de 70% no gasto médio dos presentes para o Dia dos Pais neste ano na comparação com a mesma data de 2007. O desembolso médio nas compras deve atingir neste ano R$ 108,29, ante R$ 61,63, segundo pesquisa da Federação do Comércio (Fecomércio) do Rio de Janeiro.

Agência Estado |

"Esse é o maior gasto com a data em oito anos, desde 2001", observa o coordenador do Núcleo de Economia da Fecomércio-RJ, João Carlos Gomes. Ele destaca que o aumento do emprego e do rendimento nominal do trabalhador, que cresceram 5% e 10%, respectivamente, no 1º semestre no Rio de Janeiro, ampliaram a disposição do consumidor de gastar mais com a data neste ano. Nem mesmo a elevação dos juros atrapalhou a expectativa de aumento de gastos. A pesquisa ouviu 850 pessoas no dia 1º, após o Banco Central ter subido pela 3ª vez consecutiva a Selic.

"As taxas de juros mais altas são compensadas pelo alongamento dos prazos", afirma o assessor econômico da Fecomércio de São Paulo, Altamiro Carvalho. A entidade projeta crescimento de 4% na receita do comércio neste mês ante 2007, puxada por artigos de vestuário, segmento que também lidera a pesquisa da Fecomércio-RJ. Um resultado curioso da enquete é que mais que dobrou, de 2,7% em 2007 para 6%, a pretensão dos pais de ganhar um carro dos filhos, sinal da facilidade do crédito.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG