Um trecho de um gasoduto explodiu no sul da Bolívia nesta quarta-feira em um atentado terrorista após opositores do presidente Evo Morales terem ocupado um campo petrolífero e uma estação de gás natural, o que obrigará a Bolívia a reduzir o envio de gás ao Brasil, informou o governo boliviano.

O presidente da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Santos Ramírez, disse que a exportação de gás natural ao Brasil será reduzida em três milhões de metros cúbicos, dos atuais 30 milhões que são exportados por dia ao Brasil.

Leia mais sobre Bolívia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.