Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Gás volta à Europa, diz Gazprom; Ucrânia confirma

A estatal russa OAO Gazprom ordenou a retomada do envio de gás para a Europa hoje, informou um porta-voz da empresa, e a rede de televisão NTV mostrou uma autoridade da estatal emitindo a ordem por telefone para que o fluxo de gás voltasse a passar pela Ucrânia. Um porta-voz da estatal de energia ucraniana Naftogaz confirmou que o gás russo para a Europa começou a passar pela Ucrânia hoje.

Agência Estado |

A Comissão Europeia saudou o anúncio de retomada da oferta de gás russo, disse Ferran Tarradellas, porta-voz do comissário de Energia, Andris Piebalgs. Segundo ele, deve demorar cerca de 10 horas para que o gás chegue à fronteira, onde observadores estão posicionados para conferir o trânsito do gás.

A Gazprom exigiu que a Ucrânia assegure que a oferta alcançará a Europa sem atrasos. "Logo que começamos a lançar o gás no ponto de entrada, ele deve aparecer no ponto de saída", disse o porta-voz da Gazprom Sergei Kupriyanov, em comunicado.

Ele explicou que ainda havia gás nos gasodutos, embora a oferta tenha sido totalmente cortada na quarta-feira passada, e isso deve garantir que o fluxo de gás seja mais rápido. "Os comentários da Ucrânia de que são necessárias 36 horas desde a chegada do gás da Rússia à rede de gás da Ucrânia até alcançar a fronteira ocidental ucraniana são duvidosos e não atendem o contrato atual", disse ele.

A Rússia acusa a Ucrânia de desviar ilegalmente o gás depois de a oferta para o mercado doméstico ucraniano ter sido cortada no primeiro dia do ano, em meio a uma disputa de preços. A Ucrânia nega a acusação e culpa a Rússia por deliberadamente provocar a crise. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG