Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Garibaldi diz que vai demitir parente que trabalha em seu gabinete

BRASÍLIA - A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir o nepotismo no Judiciário, Executivo e Legislativo surpreendeu o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). Ele admitiu ter que desligar um parente contratado para trabalhar no próprio gabinete.

Valor Online |

Ele disse não esperar que a medida tivesse tal amplitude. Pensei que a decisão viria ao encontro daqueles que tinham parentes no Judiciário e não nos outros poderes, mas o STF decidiu no sentido de que tivéssemos a decisão alcançando os demais poderes , comentou. Agora é cumprir a decisão do Judiciário e aguardar os desdobramentos de como se deve proceder para cumpri-la através da súmula que será publicada , completou.

O presidente do Senado disse que a Casa fará um levantamento para saber quais senadores se encontram na mesma situação. Não sei da repercussão em outros gabinetes de senadores. Isso se faz um levantamento para cumprir a decisão , disse.

O STF proibiu a contratação de parentes até terceiro grau nos três poderes. A súmula vinculante com a decisão será editada em julgamento hoje à tarde.

Proposta semelhante à aprovada pelo STF estava parada no Senado aguardando votação. Não houve consenso. Todos nós sabemos e não é uma novidade. Inclusive, depois que eu cheguei à presidência, confesso que não houve cogitações no sentido de votar os projetos que estavam em andamento nesse sentido , admitiu.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG