BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves, deixou Natal, na manhã desta segunda-feira, rumo a Brasília e deve encontrar-se à tarde com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto. Ele conversou por telefone com Gilberto Carvalho, chefe de gabinete da Presidência da República, a quem pediu que marcasse essa audiência.

Garibaldi Alves está preocupado com matéria publicada pela revista Veja segundo a qual agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estariam grampeando telefones dos chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, além de senadores de vários partidos políticos. Para o presidente do Senado, o chefe do Executivo tem papel decisivo no sentido de afastar qualquer possibilidade de que funcionários do governo sejam capazes de fazer isso.

Garibaldi notou que é urgente o estudo de providências legais para impedir o prosseguimento desse tipo de ação que, em sua opinião, fere o estado democrático de direito. A revista transcreve diálogo havido entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

(Agência Senado)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.